Lembre-se de mim

O tempo nunca é curto para invocar a salvação do Senhor porque a fé é maior que o tempo, não obstante a oportunidade de clamar por salvação está passando.

E levaram-no ao lugar do Gólgota, que se traduz por lugar da Caveira. (Marcos 15:22)


Dois outros homens, ambos criminosos, também foram levados com ele, para serem executados. Quando chegaram ao lugar chamado Caveira, ali o crucificaram com os criminosos, um à sua direita e o outro à sua esquerda. Jesus disse: "Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo". Então eles dividiram as roupas dele, tirando sortes. (Lucas 23:32-34)


Um dos malfeitores, que fora colocado perto dEle, dizia a Jesus que se Ele fosse o Cristo ele deveria salvar-se a si mesmo e a eles também. Porém o outro malfeitor o repreendeu e disse: “Você não teme a Deus estando na mesma condenação? Nós, de fato, sofremos a consequência dos nossos atos, no entanto, Ele nada fez.”


Senhor lembre-se de mim - A súplica de um homem em desespero tornou-se a oração de muitos por uma esperança futura.


O tempo nunca é curto para invocar a salvação do Senhor porque a fé e maior que o tempo, não obstante a oportunidade de clamar por salvação está passando.


O ladrão da cruz representa aqueles que chegaram ao final da linha. Mesmo na morte o Filho de Deus está ao lado do perdido e moribundo com seus braços abertos para aceitá-lo. Como naquela imagem vista no Calvário, um Cristo sem pecado, pregado na cruz romana entre dois pecadores.


Cristo estava consciente da dor e, ainda assim, estava disposto a retirar os encargos deles e remover o passado pecaminoso e transformar a morte em vida.


Os dois ladrões, devido as suas atitudes erradas, roubaram a vida de si mesmos e, naquele momento, eles tinham duas opções a vida eterna no céu ou o eterno sofrimento no inferno. Sobre esses homens fora colocado o doloroso castigo da cruz e eles sentiram toda aquela dor e Cristo também sentiu. Jesus está disposto para salvar, mas alguns não se dispõem para serem salvos. Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados (1 Pedro 2:24)


Felizes são aqueles que desejam ser salvos e, em Cristo, serão salvos. Havia dois homens pendurados com Jesus e eles estavam em dor, Cristo também estava; eles foram humilhados e Cristo muito mais; eles estavam enfrentando a morte e Cristo também estava. Apesar daquela situação e quando a esperança parecia perdida, um dos ladrões não considerou a circunstância na qual se encontrava e olhou para Jesus com fé.


Embora Jesus não estivesse com roupas de um rei ou cercado de anjos, o ladrão viu em Jesus alguém que entendia o seu problema. A forma como nós olhamos para Jesus determina a maneira por meio da qual vamos nos aproximar dele nos momentos de dificuldade. Ele viu a Cristo como salvador, mas, primeiro, teve de conhecê-lo como um sacrifício. Hebreus 10:10.


O ladrão arrependido se aproximou de Deus através de Jesus a partir da fé e entendeu que aquele que sofria com ele era o mesmo que podia salvá-lo. Ele olhou além das condições aparentes e considerou a eternidade.

Onde passar a eternidade céu ou inferno? Há apenas um lugar entre o céu e o inferno; esse lugar é passageiro e é agora. O que escolhermos aqui vai determinar onde estaremos na eternidade.


Quem é Jesus e o que Ele fez pela humanidade é a única forma e caminho para a vida eterna, porém precisamos aceitá-lo pessoalmente, uma vez que qualquer outra forma leva à condenação. Um Deus amoroso que é amor e que deu o seu único filho para estabelecer o caminho, vai condenar uma alma para o inferno para sempre?


Definitivamente não! A rejeição ao plano da salvação estabelecido por Deus é o motivo da condenação ao inferno. Deus nunca manda as pessoas para o inferno, mas sim a rejeição do homem que o leva à condenação.


O tempo nunca é curto para invocar a salvação do Senhor e todo aquele que invocar o Seu nome será salvo. O pedido do ladrão foi prontamente atendido pelo Senhor sem a necessidade de passar por regras humanas ou religiosas. Ele não teve de aprender doutrinas denominacionais e também não foi batizado antes de ser aceito por Cristo, mas sim por meio da fé que o fez clamar pelo Senhor:


Então ele disse: "Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino". Jesus lhe respondeu: "Eu garanto: Hoje você estará comigo no paraíso". Lucas 23:42-43


Não há maldição na colina do Gólgota, como houve quando Jesus morreu

A multidão que ficou para vê-lo crucificado faleceu

Dois mil anos se passaram desde aquele dia no Calvário

Mas o sangue que escorreu do próprio Filho de Deus ainda liberta os pecadores


E o sangue daquelas veias preciosas quebraram as correntes dos pecadores

As unhas enferrujadas que tremeram os portões do inferno começaram uma inundação carmesim

A liberdade está aguardando todos aqueles que ouvirem o chamado do evangelho

E a verdade permanece e nunca mudará, pois o sangue de Jesus ainda liberta o homem.


Lá na cruz estavam dois homens culpados e condenados e, ainda assim, não foi tarde de mais para invocar a salvação do Senhor. Entretanto a oportunidade de clamar por salvação foi desperdiçada por um dos homens que escolheu livremente o caminho da condenação ao recusar o presente do perdão. O outro homem, quando recebeu a Cristo, deixou de ser culpado da condenação eterna, pois ele clamou pelo nome de Jesus e foi salvo. Ele se arrependeu ao reconhecer a Cristo o Senhor.


Agradeço a Érica pela tradução do Inglês para o Português.

Thanks to Erica, for the translation from English to Portuguese

____________________________________


🎨PSW·3✒©



482 views2 comments